25 APRILE: FESTA DELLA LIBERAZIONE [ARTIGO + ÁUDIO + TRADUÇÃO]

Il 25 aprile è una delle date storiche per l’Italia, nella quale si celebra l’anniversario della Liberazione. Il 25 aprile del 1945, infatti, al grido di “arrendersi o perire!”, le città di Milano e Torino furono liberate dall’occupazione dei soldati del regime nazifascista, grazie all’insurrezione generale della popolazione e all’intervento dei partigiani (combattenti armati antifascisti).

Pochi giorni dopo, anche la restante parte dell’Italia settentrionale fu liberata e, finalmente, dopo cinque lunghi anni di guerra, cessarono i combattimenti. Per tale motivo, nel 1946 e poi, definitivamente, a partire dal 1949, il 25 aprile venne dichiarato “festa nazionale” e scelto, convenzionalmente, come giorno per celebrare la fine dell’occupazione nazista, del regime fascista e della Seconda Guerra Mondiale.

A partire da allora, ogni anno, nelle strade e nelle piazze delle città italiane, vengono celebrati eventi, manifestazioni e concerti per ricordare questa data storica per il nostro paese. È una festa popolare, alla quale partecipano le famiglie, un’occasione per festeggiare la libertà e rendere omaggio a tutti coloro che hanno contribuito a conquistarla, anche a prezzo della vita.

Ma il 25 aprile non è fatto solo di manifestazioni in piazza: nelle grandi città si possono visitare i musei, che rimangono aperti per l’occasione mentre, nei piccoli centri, si può approfittare delle numerose sagre dedicate alla gastronomia. Sono moltissimi, inoltre, gli italiani che si mettono in viaggio per raggiungere le località turistiche di mare o di montagna, specialmente quando c’è un ponte. La festa della Liberazione, infatti, cade in piena primavera, ed è una delle occasioni in cui gli italiani, approfittando dei primi caldi, si dedicano alle attività all’aria aperta e fanno le prove generali in vista dell’estate.

Pertanto, per tutti coloro che amano l’Italia e la lingua italiana, questa è sicuramente una delle date da ricordare perché fa parte della tradizione e della cultura del nostro paese.


TRADUÇÃO

25 de abril é uma das datas históricas para a Itália, na qual se comemora o aniversário da Libertação. 25 de abril de 1945, de fato, ao grito de “render-se ou perecer!”, as cidades de Milão e Turim foram libertadas da ocupação dos soldados do regime nazifascista, graças à revolta geral da população e à intervenção dos “partigiani” (combatentes armados antifascistas).

Poucos dias depois, também a restante parte da Itália setentrional (do Norte) foi libertada e, finalmente, depois de cinco longos anos de guerra, cessaram os combates. Por esse motivo, em 1946 e depois, definitivamente, a partir de 1949, 25 de abril foi declarado “festa nacional” e escolhido, convencionalmente, como o dia para comemorar o fim da ocupação nazista, do regime fascista e da Segunda Guerra Mundial.

A partir de então, todo ano, nas ruas e nas praças das cidades italianas, são celebrados eventos, manifestações e shows para lembrar dessa data histórica para o nosso país. É uma festa popular, na qual participam as famílias, uma ocasião para festejar a liberdade e fazer homenagem a todos aqueles que contribuíram para conquista-la, mesmo “custando a vida”.

Mas 25 de abril não é feito só de manifestações em praça: nas grandes cidades pode visitar os museus, que ficam abertos para a ocasião enquanto, nos pequenos centros, pode aproveitar as numerosas festas dedicadas à gastronomia. São muitíssimos, além disso, os italianos que “pegam as estradas para ir até as” localidades turísticas de mar ou de montanha, especialmente quando tem um feriado prolongado. A festa da Libertação, de fato, cai em plena primavera, e é uma das ocasiões na qual os italianos, aproveitando os primeiros (dias) quentes, se dedicam às atividades a céu aberto e “ensaiam para o verão”.

Portanto, para todos aqueles que amam a Itália e a língua italiana, esta é com certeza uma das datas para se lembrar porque faz parte da tradição e da cultura do nosso país.


Deixe seu comentário! 😉

Comentários